3/19/2016

Vamos conservar sobre,,,

o Dia do Pai

Olá beleza tudo bem contigo??
vc      
Sim hoje é um dia diferente porque se celebra o Dia do Pai,, 
muito me passa pelos dedos para escrever e muito sem saber bem por onde começar, talvez por este ser O assunto mais delicado e que me afecta entre todos os que já vivi,,
gostava de poder falar deste dia sem sentir a tristeza profunda que me acompanha há 25anos, gostava de não soltar uma lágrima sequer neste dia somente sorrisos, gostava de me sentir leve e não presa por completo á saudade que vivo pelo meu Pai,, gostava mas sei que não dá porque sou muito saudosa, sentimentalista e sobretudo porque fui uma criança muito feliz enquanto estive na presença do meu Pai,, 
Diz a minha mãe que na gravidez ele torcia por um rapaz,, mas que quando eu nasci isso nem se passou mais pela cabeça dele,, fui crescendo e era uma verdadeira maria rapaz, tanto é que os meus brinquedos eram bolas de futebol, pião, pista de automóveis e legos, e andava sempre a correr, a jogar a apanhada e esconde-esconde, sempre activa e as poucas bonecas e raras bonecas/nenucos da época acabavam riscados, sem olhos e com os dedos todos roídos,, era tão feliz,ahahahahahah,,,
Não é que fosse menina do papá, porque acho que não era, mas só estava bem onde o meu pai estivesse, e ir para ao pé da minha mãe era um castigo, talvez porque tinha de aprender tarefas e fazê-las,, e de vez em quando lá caía uma palmada,, o meu Pai nunca me bateu, incrível,, bastava chamar o meu nome e automaticamente eu ficava em sentido, não tinha medo mas sim respeito e como gostava tanto dele não queria fazer nada para que ele tivesse motivos de me ralhar,, 
jogava à bola com ele quando chegava do trabalho, mas era jogar mesmo, não era nem fui uma menina com os ``ovos debaixo do braço´´, levava caneladas e ficava estafada de tanto correr, tanto é que acabei por ir jogar na selecção feminina de futebol do Boavista,, lembro-me de andar às cavalitas do meu pai, de como ele conseguia com uma só mão me colocar lá no alto,, passeios depois da escola eram uma alegria, no bom tempo o meu pai tinha por hábito colocar uma mesa no pátio e vinham os vizinhos/amigos  jogar damas, dominó e sueca e foi assim que aprendi a jogar e com todos os truques pelo meio,,eram tempos muito bons,, o meu pai era Sportinguista e lembro-me de estar sentada no joelho dele  e os amigos a meterem-se com ele por algum jogo em que o clube perdeu,, e ele só dizia,, 
:``está bem eu já sei disso tudo,, mas também sei que o meu Sporting vai ser campeão quando eu tiver um neto´´.... ora eu tinha 11/12 anos,, e todos riam e diziam e se calhar nem aí... 
Mas mesmo já não estando cá e quando o seu neto Alexandre nasceu a 04/04/2001 o Sporting foi Campeão de Nacional de Futebol, e essa é uma verdade :)
Fui feliz e por ter sido tão feliz é que senti a tremenda falta dele desde os 14 anos,, sei que teria sido tudo bem diferente,, e hoje provavelmente nem estava aqui a escrever nada disto, tenho pena dele ter sofrido o que sofreu com a doença, a medicina já evolui imenso mas naquele tempo tudo ainda estava a ser descoberto e o meu pai serviu de cobaia para o cancro na médula,, 
fé teve sempre, vontade de viver teve sempre, mesmo quando numa das cirurgias perdeu a visão, mesmo quando num só mês fez 3 cirugias na cabeça, mesmo quando suportou toda a medicação, nunca desistiu e sempre acreditou,, 
eu saía das aulas e ia para junto dele até ser noite e vinha embora com minha mãe, ansiosa pelo dia seguinte chegava a faltar às aulas e mentia à minha mãe só para ficar no hospital ao pé dele, e ainda bem que o fiz,, conversava com ele de tudo, das notícias, da bola, liamos o jornal, cortava-lhe as unhas e principalmente dizia lhe todos os dias que gostava dele e ia estar sempre ao pé dele,, 
os médicos com o passar do tempo e cirurgias que não davam resultado foram desacreditando a minha mãe, dizendo que ele estava a ficar cansado e era difícil resistir, mesmo sabendo que ele podia e seria o mais certo morrer, quando esse dia chegou foi como se nunca soubesse que ele esteve doente, e só dizia que o meu pai não,, o meu pai já não podia estar aqui,,, mas no meio de tanto sofrimento que a doença lhe causou, ele faleceu sossegado, com a minha mãe junto dele, o seu coração simplesmente deu a última batida de tão cansado..
tudo acabou para mim,, tudo até hoje,, tudo o que era vida não teve o mesmo significado,, o tempo passou, a vida viveu-se e o meu pai simplesmente já não estava ali,, em tanta coisa já não podia correr para ele e ficar no colo dele só por ficar,, 
para mim ele era perfeito, e apesar de ele não ter presenciado momentos especiais eu sei que ele está sempre a tomar conta de mim, eu só gostava mesmo era de poder dar-lhe um xi bem apertado e poder sentir o cheiro único que ele tinha, ouvir a voz dele chamar por mim, foi a única pessoa que me chamou ``Tina´´até hoje, 
felizmente nunca me esqueci de nenhum detalhe do meu pai, lembro-me dele e de como fazia as coisas tal como se tivesse estado ontem com ele,,

apesar de não estar fisicamente aqui comigo hoje é na mesma o teu dia Pai, e é um orgulho e alegria ter te como meu Pai, 

A minha mensagem neste dia é simplesmente darem graças e valorizarem os vossos pais ou quem vos criou,, lembrem-se que de um momento para o outro a vida muda e podemos perder quem mais gostamos e depois já não há como voltar atrás e vai ficar sempre aquele remorso, aquele pesar na alma do que podias ter feito e não fizeste,,, 
em vez de comprarem algo só por comprar, dêem um abraço apertado ao vosso pai como se fosse o último, digam o quanto gostam dele como se fosse a última vez, ((apesar de pensarem que ele vos esta a chatear na maioria das vezes)), façam com que ele sinta que Ser o vosso Pai é um orgulho, 

beijo carinhoso,







5 comentários:

  1. Que lindo adorei ler a tua historia
    Força linda
    Beijinhos
    CantinhoDaSofia
    Facebook
    Tem post novo todos os dias

    ResponderEliminar
  2. Linda história, tenho certeza que Ele nunca te esqueceu.

    Bjos e bom Domingo,
    Blog: DMulheres
    Me siga no instagram : @dmulheres

    ResponderEliminar
  3. Linda historia! Adorei conhecer esta historia
    Beijinhos,
    http://sugarcandy.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  4. Adorei ler... Não consegui evitar uma lágrima no canto do olho!

    Bjxxx

    ResponderEliminar
  5. Belo post. Muito emotivo. Tb eu perdi o meu, mt nova e ficou smp um vazio e o pensar como seria hj se fosse vivo.

    ResponderEliminar

Muito obrigado pelo teu comentário.
A tua opinião é sempre muito importante e ajuda-me a melhorar!
Espero que voltes!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...